pessoas online

segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

SingStar Celebration

Resultado de imagem para sing star celebration


Não sei se vocês sabem, mas desde que o meu pai me comprou a playstation2 e em conjunto o primeiro jogo do singstar que saiu… sou completamente viciada neste jogo de "karaoke". O meu moço como sabia disso acabou por me comprar o singstar celebration para a ps4 como presente de aniversário. Este gajo deve mesmo amar-me… quem no seu prefeito juízo oferece um presente tão pica miolos como este? Já viram o sacrifício que vai ter que fazer? As tardes com dores de cabeça por ouvir a voz de cana rachada da sua amada?



Ora bem mas eu vim aqui fazer uma espécie de review aqui do joguinho. Ainda não vi muitas diferenças dos outros singstares anteriores, tirando o reportório de músicas que é bastante mais actual, mas têm uma diferença muito grande… os microfones.

Ainda podemos usar os microfones dos jogos anteriores (infelizmente tenho um deles estragado) ou então podemos usar o nosso smartphone como microfone.

Eu vou confessar que quando vi o jogo sem microfones, torci um pouco o nariz, queria dizer que o meu instinto não estava certo, mas a coisa não funciona muito bem… Isto porque os modelos dos smartphones são diferentes e os microfones acabam por ter discrepâncias entre eles.

Juro que isto não é o meu mau a perder (sim porque eu sou super competitiva, sabe se lá porque), mas fiz o teste entre o meu telemóvel e o telemóvel dele e com o telemóvel dele, temos sempre melhores resultados...

Claro que podemos sempre usar a nosso favor e é mais fácil se formos jogar com várias pessoas. Mas continuo a gostar mais de jogar com os antigos microfones do jogo.



terça-feira, 2 de janeiro de 2018

2017 em retrospectiva


Passei a passagem de ano de 2017 a trabalhar e nessa altura andava tão atarefada que nem pensei sequer no que queria realizar este ano. Apesar de ter sido um ano em que as coisas foram acontecendo ao ritmo da maré, foi um ano com alguns acontecimentos marcantes. Foi um ano em que percebi que algumas coisas tem limites, e foi também o ano em que aprendi que outras não têm. Foi um ano de progresso e de retrocesso. Foi um ano de grandes conquistas e de algumas perdas.

Em Abril finalmente comprei um carro e perdi o medo de conduzir depois de 4 anos de carta sem o fazer.

Em Julho compramos a nossa primeira casa, mesmo sem ter calculado que seria algo que aconteceria este ano.

Em Outubro despedi-me do emprego que tanto tinha gostado no passado, depois de ter percebido que há coisas que causam mais dano quando insistimos nelas do que quando decidimos desistir.

Em Novembro decidi por mãos à obra e comecei um Curso de e-learning de Desenvolvedor Web com esperança de no futuro conseguir realizar um dos sonhos que não tinha... mas criei.

Se enumerar, não foram coisas em quantidade, mas foram coisas de grande impacto e mesmo que não tenham sido todas 100% positivas, foram coisas que me prepararam para um ano cheio de mudanças!

Feliz Ano de 2018!

segunda-feira, 1 de janeiro de 2018

26 anos

Sim… sou eu
Pois bem… eu fui uma daquelas sortudas ou azaradas que decidiu vir a este mundo no dia 1 de Janeiro. Nunca gostei de fazer o meu aniversário nesta altura festiva. Vamos ser sinceros… não sou a pessoa mais altruísta que conheço e ter que partilhar "o meu dia" com esta celebração tão grande, sempre foi algo que fez confusão. Em criança e adolescente, muitas vezes não passava com amigos porque por norma tinham planos em família, ou iam passar o ano novo fora e agora em adulta… é muito à base de reclamações por estarem com uma ressaca maior que eles. Este ano não estava muito entusiasmada com o meu aniversário. Tanto que não organizei nada para o celebrar. Passamos o ano novo na casa de uns amigos, que foram uns queridos e a pedido do meu moço, fizeram-me uma surpresa e me aparecerem com um bolinho. Não estava à espera e tenho de confessar que me aqueceu o coração.
Agora à noite vamos para a casa da minha tia, que queria fazer um jantarzinho para juntar a família e disse para aproveitarmos e juntarmos as duas coisas, portanto também vai haver um bolinho para os parabéns.
Sei que se calhar não pareço muito animada, mas por algum motivo fico sempre um pouco emocionada ou talvez até um pouco nostálgica sempre que faço anos… Mas quis escrever sobre isto  para vos obrigar a dar-me os parabéns (claro!)… e para desejar a todos um bom ano! Tenho a certeza que 2018 vai ser um ano muito especial!


quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

Saga do Aspirador 1

Algures em Setembro, depois de termos começado a habitar a casa, começamos a comprar pequenos electrodomésticos… Como na altura ainda estava a trabalhar e não tinha horários de gente, o meu moço acabou por comprar alguns produtos com a ajuda dos pais dele. 

Ele foi à worten à procura de um aspirador decente. Uma funcionaria que estava lá perto, ofereceu ajuda e sugeriu um modelo que "supostamente" era a água.  A senhora explicou como funcionava, ele ficou convencido e como estava em promoção ele acabou por o trazer.

Utilizamos o aspirador com as instruções que a funcionaria tinha dado e um mês depois o aspirador começou a verter água da ficha e entretanto deixou de funcionar.

Fomos até à área de reparação da worten, disseram-nos que a garantia não abrangia questões relacionadas com a água, que devia ter sido mau uso nosso, que devíamos ter posto muita água e beca beca. Na altura fiquei pior que estragada. Como assim mau uso? Eu colocava só um pouco de água porque tinha medo e nunca tinha ultrapassado a linha que dizia "máximo". Sem falar que se era um aspirador a água, porque que raio a garantia não cobre? Então e se tivesse danificado e a água entrasse no motor ou algo assim?

Foi para orçamento e queriam cobrar-nos quase 60 euros… mais um pouco e era o preço que tínhamos pagado pelo aspirador. Fomos lá discutir esta questão e dizer que não aceitávamos este orçamento. O funcionário era outro, explicamos a situação toda. Entretanto este funcionário começa a ver a descrição do produto no computador e muito sério diz-nos que o aspirador não é a água. Começo-me a rir porque já nem sabia reagir de outra forma. 

Como assim não é a água?! Mas vendaram-me o aspirador e ainda me disseram com todas as garantias que era assim que se usava e agora dizem-me que é um aspirador a seco sem saco? Pedimos o livro de reclamações e depois de explicarmos a situação toda a supervisor eles ofereceram-se para pagar o  arranjo. Isto a dia 27 de Outubro… recebi o aspirador apenas hoje.

Primeiro veio com uma mossa que tenho a certeza absoluta que não tinha e quando ele começa a aspirar, para de trabalhar e depois começa a trabalhar de novo (como se tivesse com algum tipo de mau contacto). Já nem sei se isto é normal ou se tenho de ir reencaminhada de novo para a área de reparações da worten.

Querem uma recomendação? Por mais óbvia que seja a utilização de um produto, não se fiem nos vendedores e leiam sempre o livro de instruções.

terça-feira, 26 de dezembro de 2017

Primeira resolução

Ainda agora estava pelo facebook e vi esta imagem na página do E-konomista.pt e fiquei a pensar no quanto relata a realidade. Nós cá por casa tentamos não ficar com muita coisa porque já sabíamos que não íamos conseguir dar conta e por isso pedimos aos nossos familiares para levar isto e aquilo. Mas ainda ficou para cá uma boa dose de baba de camelo, mousse de chocolate, chocolates em tudo o que é canto, broas de mel, torta de Azeitão, paté de atum, camarões e… acho que foi tudo. Depois ainda estamos naquela fase de jantares de Natal pós Natal, em que vamos comer "à tia, à mãe e à avó" e tenho que confessar que apesar de ser das pessoas mais glutonas que conheço (mentira estou a exagerar), isto não anda a ser fácil. 
A minha irmã já disse que podia levar um doce ou outro para a casa dela (a baba de camelo se calhar vai ser mesmo encaminhada para lá), o meu moço ajuda-me a comer algumas coisas mas é pouco… portanto tenho andado a lanchar gordices atrás de gordices e hoje por descarga de consciência já almocei sopinha só com uma batata (para além dos outros ingredientes claro) e tenho bebido chá sem açúcar as carradas. Mas acho que isto tudo não vai impedir um belo número na balança (agora se calhar só me peso para o ano, para nem desmoralizar) e uma boa dose de diabetes. Como provavelmente engordei nesta época festiva ( tal como 90% de outros seres vivos), a minha primeira resolução de ano novo, é não engordar do período do Natal ao Natal.