segunda-feira, 29 de julho de 2013

27 de Julho de 2013

Este sábado fui a um Workshop de Iniciação à Fotografia. Apesar de muito amadora, desde o meu curso de multimédia (no secundário) que ganhei gosto por esta arte/hobby e como vocês estão fartos de saber de trás para a frente que no meu curso (promoção artística e património), temos uma cadeira chamada cadeira de competências, onde temos de fazer várias actividades relacionadas com o curso ou a minha universidade para ganhar créditos. 

Este workshop teve duas vertentes, durante 1h30 tivemos uma espécie de aula teórica onde o formador teve a falar sobre os vários tipos de máquinas existentes e objetivas, Sensibilidade(ISO), Luz (abertura, velocidade), Técnica Fotográfica (abertura, diafragma, obturador, profundidade de campo, exposição, congelamento, panning) e Composição da Fotografia (enquadramento, regras, perspectiva, planos) e durante 1h30 tivemos a por os nossos conhecimentos em prática.

Eu já tinha alguns conhecimentos relativamente aos básicos da fotografia, até porque foi uma das áreas de estudo que tive na cadeira de Audiovisuais, mas na altura tivemos somente a parte teórica e vimos o professor a trabalhar com a máquina reflex, não fizemos experimentações por nós mesmos. Portanto apesar de não ter uma reflex, como os restantes participantes tinham, neste workshop tive oportunidade de fotografar com com a Nikon do formador do workshop e ao por as dicas que ele nos deu em prática, fez com que percebesse melhor os vários tópicos que ele abordou.

O mau disto tudo, é saber que não tenho dinheiro para uma reflex... mas juro que quando tiver o meu primeiro emprego, isto vai ser aquela exuberância que irei fazer!

Algumas experimentações, palhaçadas e fotografias que tirei

sexta-feira, 19 de julho de 2013

19 de Julho de 2013



Num momento, estávamos a beijar-nos, beijo puxa beijo e depois olhei nos teus olhos, disse que te amava, tu olhas-te me de volta e disseste que gostavas muito de mim, mas que não poderias dizer-me o mesmo... então decidi partir para um confronto e perguntei-te como era possível um sentimento desaparecer de um dia para o outro e foi assim que desapareces-te do meu sonho e deixaste-me sem resposta.

Eu teimo em pensar que está tudo bem comigo, mas o meu subconsciente não têm tantas certezas... têm assuntos pendentes por resolver...

terça-feira, 16 de julho de 2013

16 de Julho de 2013



Ultimamente tenho tido alguns amigos a desabafar comigo e não sei se é de estar na situação que estou ou se é algo que vêm mesmo de mim, mas começa-me a irritar pessoas que estão tristes a toda a hora. Eu tive aquela infeliz situação e já tive muitas outras, mas não me consigo manter com a cabeça em baixo. Alias, se me sinto muito tempo triste, faço um esforço para mudar a situação, porque isso de estar sempre em baixo, desculpem-me lá dizer isto, mas ou é problema de saúde, ou é alguém que têm gosto de estar sempre assim e receber a atenção que recebe por estar em baixo. Tenho um amigo que se diz infeliz praticamente desde que o conheci, porque a ex-namorada o trai-o à uma catrefada de anos, é razão para não deixar de sorrir para a vida anos a fim? Não me parece...

quarta-feira, 10 de julho de 2013

10 de Julho de 2013

Sinto falta do meu cantinho aqui, deixei de escrever de tal modo que nada me parece relevante ou digno de ser aqui escrito... portanto tenho a noção de o quão banais as coisas sejam, se quiser regressar tenho de começar por algum lado, não prometo nada mas vou tentar.



Estive uma semana de férias da casa da IG., já tinha combinado com ela antes daquilo se passar. Esta semana iria calhar na altura em que ele iria estar embarcado e achei que seria uma maneira de me distrair enquanto ele estava longe... De uma maneira ou de outra, acabou por me distrair, juntei o útil ao agradável e passei uma semana com uma das minhas melhores amigas, longe da desilusão e acompanhada com uma bela piscina que infelizmente nem um pingo de bronze me deu.