sábado, 24 de novembro de 2012

Quinta-Feira Negra

Infelizmente não tive tão concentrada na praxe como queria, as dores e o desconforto causados pelo frio e pelo traje falaram mais alto. Os meus meninos estavam mais motivados à noite do que há tarde, talvez pelo impacto do local da praxe, que à noite foi feita na Praça do Bocage em Setúbal e à tarde foi no IPS. 

Deveria ter seguido o meu instinto e ter apanhado o comboio das 23:48 para casa. Mas como tinha combinado que ia dormir na casa da I.S mais a R., fui para os bares com eles até as tantas da madrugada, chegou a um ponto em que já nem me conseguia mexer, tinha pouco mais de 2 horas de sono em cima e mal me aguentava em pé por causa daqueles lindos sapatos, depois mesmo dentro do bar comecei a sentir um frio tremendo como se tivesse doente e enfim... acabei por ceder. 

Um dos meus afilhados acabou por me trazer a casa, era por volta de 4h00 e tal quando cheguei, por mau exemplo meu, baldei-me ontem às aulas, dormi 11h horas seguidas e quando me levantei ainda me doía os meus ricos pés. Posso estar a dramatizar aos olhos de outras pessoas, mas para mim desta vez, foi maior o castigo para mim estar dentro daquele traje do que para eles esta quinta-feira de praxe. 

6 comentários:

  1. Os sapatos são sem dúvida o pior do traje, cada vez que o visto também fico cheia de dores nos pés

    ResponderEliminar
  2. Às vezes os doutores são mais praxados que os próprios caloiros, sempre disse isso!

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  3. Sapatos de traje, frio e chuva são coisas que não jogam bem! xD Pelo menos não ficaste doente! :)
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  4. Então mas agora há quinta feira negra outra vez na ESE? :O

    ResponderEliminar
  5. Pois estava ..eheh...sim, chão de azulejo é sempre frio..é horrível!
    Eu por acaso nem me posso queixar muito do meu traje e dos meus sapatos, tenho uns sapatos ma-ra-vi-lho-sos...são feios que dói e já estão todos gastos mas sempre me fizeram óptimo andar =)

    ResponderEliminar
  6. Aqueles sapatos conseguem ser uma verdadeira tortura.

    ResponderEliminar

Obrigado pela tua opinião!