quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Dia 26 - O que pensas sobre os teus amigos ?

Eu, C e a I. - 2012
Este tema para mim é complicado, porque sinceramente mesmo quando já não sou próxima como era de muita gente, não consigo considera-los apenas conhecidos, não os consigo deixar de ver como amigos. O que difere para mim é a proximidade que a pessoa têm de mim no presente esses que estão juntos de mim, são amigos próximos. Conhecidos, são aqueles que apesar de os poder dar um olá, pouco sei deles, por isso é que acho que as pessoas que se afastaram ou que me afastei por circunstancias da vida, não deixam de ser amigos... Apenas não tão próximos.

Neste momento não posso dizer que tenho uma melhor amiga, durante muitos anos e ainda agora por força do hábito, costumo dizer que a D. é a minha melhor amiga pelo facto de a conhecer há 15 ou 16 anos e de facto fomos melhores amigas, mas apenas durante a infância e no inicio da nossa adolescência, porque depois tomamos caminhos muito diferentes, mesmo vivendo num prédio ao lado da outra, as coisas nunca mais foram as mesmas. Continuamos a falar com entusiasmo quando nos vimos e contamos novidades, mas isto é algo que acontece 2 ou 3 vezes por ano. 

Classe de 1998
Desde que comecei o meu percurso escolar, já estive em 5 escolas diferentes e acho que isto foi uma das influencias que fez com que me sinta tão confusa no campo da amizade. Tive vários grupos de amigos/as nas escolas diferentes, com muitos deles continuo a manter contacto, mas sinto que nunca tive aquele sentimento de *amigos forever* que a maioria dos adolescentes teve.

Turma de Artes 2007
Turma de Multimédia 2009


Hoje em dia na universidade, passo a maioria do meu tempo lá, portanto é lógico que os meus amigos mais próximos sejam alguns dos meus colegas, alguns deles até vieram do secundário comigo como a I. e a A., e o nosso grupo acabou por crescer com a R. e a C. que moram para o nosso lado mas vieram de outras escolas. Continuo a considerar íntimos alguns dos meus amigos do secundário e as vezes ainda os vejo... De certo modo temo que não consiga continuar a nutrir estas amizades quando tiver de mudar novamente de rumo, quando tiver que entrar no mundo de trabalho.

Eu e a C. - 2012
Eu e a A. - 2009
Eu e a I. 2008
 A R. ainda não tenho foto com ela. :(

Eu adoro os meus amigos, por mais defeitos ou qualidades que possam ter, sei que mesmo que não peça, eles estarão aqui a oferecer a sua ajuda.

17 comentários:

  1. R: As praxes condicionavam um pouco porque elas nos pintam as unhas e depois tinha sempre que chegar a casa e tirar, e estar a pintar todos os dias não dava.

    ResponderEliminar
  2. É tão bom, recordar os amigos! :)

    ResponderEliminar
  3. Hoje tenho um conceito diferente da amizade da que tinha aos 20 anos.

    ResponderEliminar
  4. Aos 20 anos pensava que os amigos era para toda a vida e que nunca me iriam desiludir.
    Hoje penso que é quando não esperamos que encontramos os verdadeiros amigos.
    A amizade tem de ser posta à prova, é como um casamento, é nas dificuldades que vemos se resiste ou não.

    ResponderEliminar
  5. Os amigos verdadeiros duram uma vida inteira, mesmo não estando presente sabemos que podemos contar com eles.:)

    ResponderEliminar
  6. Não dei porque já tinha começado a praxe quando eu lá cheguei (a) xD
    Olha, também não me importava de te ter aqui a chatear-me a cabeça :D

    ResponderEliminar
  7. Boa dedicatória :) Eu por acaso também passei por issode chamar melhor amiga a alguém só pk nos conhecemos à muito tempo, mas de quem ja nao somos best friend há muito...

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  8. tens toda a razão no que disseste e não consigo encontrar palavras que complementem o que disseste :)
    estou muitíssimo grata pelas palavras!
    beijinhos

    ResponderEliminar
  9. A vida é assim mesmo, afasta-nos mas os amigos estão sempre lá e não o deixam de ser por não falarmos com eles todos dias :D

    ResponderEliminar
  10. olha, se queres que te diga, sempre estive mais ou menos na mesma situação que tu... Mas na universidade tenho encontrado gente que nota-se que gosta de mim como eu sou e que são amizades fortes, depois da universidade, é provavel que cada um siga o seu caminho e se calhar acontecerá o mesmo que nas outras escolas por onde já passámos, mas temos que pensar assim: se tivessemos sempre as mesmas amizades logo desde o início, não haveria tanta oportunidade de conhecermos mais pessoas e de fazermos outras amizades! És uma óptima amiga, acredita! :D
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  11. Com o tempo os melhores amigos passam a ser aqueles que estão sempre contigo :P

    ResponderEliminar
  12. ahaha sim, porque encontrar "outro amor" é tão fácil... estão ali logo ao virar da esquina! :P já "devias" saber que eu sou forever alone, e pronto... :'x

    ResponderEliminar
  13. Tenho poucos amigos mas bons e isso é o mais importante :)

    ResponderEliminar
  14. - Oh que querida, muito obrigada, espero que sim :)

    ResponderEliminar
  15. Hhehe eu entendo o que dizes, na verdade também tenho amigos não tão próximos..mas continuo a achar q o são, mesmo q eles nem se lembrem de mim ahah..Bjinhoo

    ResponderEliminar
  16. Eu e as amizades...acho que sou um bocadinho como tu. Já tive em várias escolas, já morei em alguns sitios e não tenho dificuldade em arranjar amigos..acho que sou uma pessoas fácil de se gostar...mas sou péssima a preservar amizades à distância, acabo por me desligar das pessoas e não lhes dou muita atenção...é defeito meu...porque continuo a gostar delas da mesma maneira e se as encontrar na rua é como se nos tivessemos deixado de ver há 2 dias... =)

    ResponderEliminar
  17. Ola. Este tema tem muito para falar, acho que não tenho tempo para descreve tudo, até porque tens mais que fazer do que ler o meu post :P

    Sinceramente acho que quase ninguém sabe o significado de amizade, porque todas as pessoas dizem que são amigos e melhores amigos, mas apenas o dizem porque o verdadeiro sentimento não existe, sim estou a ser duro e a falar assim, porque quando se separam a amizade desaparece e acredita que a culpa não é das duas pessoas, mas sim apenas de uma. Gostava de puder te escrever melhor sobre este assunto, achas que me podes enviar o teu email?

    Beijinho,
    Quina.

    ResponderEliminar

Obrigado pela tua opinião!